Páginas

O que é o Ramadã, segundo um cristão ex-muçulmano

O que é o Ramadã, segundo  um cristão ex-muçulmano
Ramadã
Por 30 dias, todos os muçulmanos adultos e saudáveis realizam jejum durante o dia, e muitos deles se tornam mais devotos durante esse período. Este é o Ramadã. Em uma entrevista com um cristão secreto de origem muçulmana do Sudeste Asiático, ele relata o que este tempo significava para ele quando ainda era um seguidor do islã, e o que é agora que ele segue a Jesus Cristo.

 - Quando você era um muçulmano, o que normalmente fazia durante o mês de jejum?

Meu jejum começava no nascer e ia até o pôr do sol. Era um jejum completo, em que eu não podia comer ou beber coisa alguma. Antes de começar, fazia minha niyat e recordava da minha intenção de manter o jejum durante o Ramadã.

No dia seguinte, acordava às 4h30 para tomar o café da manhã. Em nossa refeição havia arroz frito ou macarrão com alguma carne e vegetais. Depois de comer, realizava a oração da manhã durante cinco minutos, depois voltava a dormir e acordava em minha hora habitual de ir ao trabalho.

Para mim, o trabalho era normal, mas alguns muçulmanos reduziam suas atividades para economizar energia. Muçulmanos, portanto, têm permissão de sair do trabalho mais cedo, tempo de ir para casa cozinhar ou comprar comida para o desjejum.

No pôr do sol, fazia a oração para a quebra do jejum: "Ó, Alá! Eu jejuei por você e acredito em você e eu rompo meu jejum com o seu sustento".

 - Qual é sua visão do jejum agora que você crê em Cristo?

Meu motivo para jejuar é diferente agora. Quando era muçulmano, jejuava para ter alguma vantagem espiritual. Eu precisava de muitas delas para que no dia do julgamento, quando Alá avaliaria minhas obras, minhas virtudes compensassem meus pecados [e eu pudesse entrar no paraíso]. Por essa razão eu tentava ser um bom muçulmano, cumprindo todas as leis do islã, orando cinco vezes por dia, dando esmolas aos pobres, e tentando converter cristãos.

Mas ainda assim, eu ainda não podia ter certeza de que Alá aceitaria meus méritos. Isso sempre esteve na mente de muitos muçulmanos, inclusive na minha. Mas não nos é permitido questionar isso. Quando olho para trás e vejo minha vida como muçulmano, me sinto enganado e sinto que foi injusto eu não ter tido liberdade de religião.

Mas graças a Deus agora eu sou um cristão. Eu tenho a certeza de Cristo que meus pecados foram lavados por seu sangue. Eu não preciso mais ter medo. Agora eu jejuo para aprofundar meu relacionamento com Deus e para conhecer mais a Cristo. Agora eu jejuo e oro para que Deus salve outros muçulmanos que ainda estão tentando agradá-lo. Agora eu jejuo para que muçulmanos descubram a bênção que é conhecer a Cristo como eu descobri!

 - Você ainda jejua durante o Ramadã?

Como cristão secreto, tenho que fingir que estou jejuando na frente dos meus colegas muçulmanos. Não fazer isso resultaria em suspeitas e interrogatórios. É apenas quando estou sozinho ou com outros cristãos secretos que eu posso ser eu mesmo. Não é fácil viver uma vida dupla.

Muitos cristãos secretos como eu não ousam revelar a fé porque, se forem descobertos, serão mandados para centros de reabilitação islâmicos. Eu ouvi histórias de lavagem cerebral, tortura e abuso mental para fazer que cristãos de origem muçulmana neguem a fé em Cristo.

Se isso um dia acontecer comigo, eu não sei como iria responder a tamanha perseguição. Ainda assim, tenho pavor de negar a Jesus. Portanto, ore por mim e por meus amigos ex-muçulmanos, para que Deus nos dê força para não negá-lo.

Oremos...

Pelos cristãos de origem muçulmana, para que tenham força para se apegar a Cristo, mesmo se sua fé for descoberta e eles encararem sérias consequências. E ore para que Deus revele seu Filho, Jesus, a muitos muçulmanos durante o Ramadã.

Testemunho do Ex Gay de como ele deixou a homossexualidade, a prostituição e as drogas

Ex gay
No meio evangélico, casos de ex-homossexuais são comuns, assim como de ex-viciados em drogas, pornografia e prostituição. Esse é o caso de Ramon Pedro, que após se converter a Jesus Cristo teve sua vida transformada e hoje testemunha como deixou a homossexualidade, prostituição e as drogas.

Ramon Pedro, que também já foi um maquiador bastante requisitado nas baladas capixabas, atualmente mora em Salvador, na Bahia, onde idealizou o “Projeto Esperança”, responsável por acolher pessoas que vivem às margens da sociedade, como dependentes químicos, prostitutas, travestis, etc.

Ramon Pedro faz duas declarações importantes para a compreensão da sua história: a primeira delas diz respeito ao que ele chama de “família desestruturada”. Objetivamente falando, essa concepção está fundamentada no fato de que a família é composta por referenciais, sendo os dois principais o paterno e materno. A falta ou deficiência de alguma dessas figuras, ocasionando prejuízo no campo afetivo/psicológico da família, é o que pode caracterizar, popularmente, a chamada “família desestruturada”.

“EU NASCI NO SEIO DE UMA FAMÍLIA TOTALMENTE DESESTRUTURADA, ESPIRITUAL E EMOCIONALMENTE. OS MEUS PAIS SE SEPARARAM QUANDO EU TINHA 10 ANOS E ISSO TROUXE PARA MEU FUTURO SÉRIAS CONSEQUÊNCIAS: A FALTA DA PATERNIDADE E A CARÊNCIA DO QUE ERA UMA FIGURA PATERNA NA MINHA VIDA”, DISSE RAMON.

A segunda afirmação, com base na primeira, diz respeito ao que levou Ramon Pedro ao comportamento homossexual. Para ele:

“A CARÊNCIA DA AFETIVA QUE EXISTIA EM MIM ME LEVOU PARA A HOMOSSEXUALIDADE. EU COMECEI A ENCONTRAR NOS HOMENS COM QUEM ME RELACIONAVA, O SENTIMENTO QUE EU NÃO TIVE PELO MEU PAI, DE AFETO, DE CARINHO E EU COMECEI A ME ENVOLVER COM A FIGURA MASCULINA, BUSCANDO PREENCHER ESSA CARÊNCIA QUE EXISTIA DENTRO DE MIM, DESDE A MINHA INFÂNCIA”

Em uma publicação da Psicóloga Angela Louzada Santos, Mestre em Psicologia e Educação, feita no site do Corpo de Psicólogos e Psiquiatras Cristãos (CPPC), onde relaciona a compreensão da homossexualidade segundo a Psicanálise, Louzada faz diversas pontuações em que relaciona a causa da homossexualidade, também, aos problemas de ordem afetiva desenvolvidos na relação familiar, entre as figuras paterna e materna, o que fundamenta a declaração de Ramon Pedro.

Outro destaque no testemunho de Ramon está em sua atuação como “ativista gay”. Para ele, isso teve influencia dos veículos de comunicação, como a música e o que chamou de “sistema”, ou seja; o contexto social em que vivemos: “Eu fiz parte de uma geração que foi influenciada pela mídia, pela música, pelo sistema que eu me encontrava, e essa influência me levou a me tornar um ativista gay”, declarou.

A afirmação de Ramon Pedro sobre o poder de influência que a mídia exerce sobre o comportamento (e pensamento) humano possui pleno fundamento em um conceito chamado de “modelagem”, explorado pela maior autoridade em aprendizagem social cognitiva do mundo, o Psicólogo canadense e professor da Universidade de Stanford, Albert Bandura. Na obra Teorias da Aprendizagem, Guy R. Lefrancois cita Bandura, como segue:

“[…] a maior parte do comportamento humano é aprendido pela observação através da modelagem. Pela observação dos outros, uma pessoa forma uma ideia de como novos comportamentos são executados e, em ocasiões posteriores, esta informação codificada serve como um guia para a ação.”

FINALMENTE, RAMON TAMBÉM CONTA COMO FOI DIFÍCIL ABANDONAR A DEPENDÊNCIA QUÍMICA, A PROSTITUIÇÃO E A PORNOGRAFIA, MAS QUE ENCONTROU FORÇAS EM JESUS CRISTO PARA SE LIBERTAR. Atualmente Ramon é casado com Raiane Teodoro e além de atuar no Projeto Esperança, percorre diversas igrejas testemunhando o que Deus fez em sua vida.

“A BÍBLIA DIZ QUE JESUS É A LIBERDADE, QUE ELE NOS LIBERTOU PARA A LIBERDADE (…) EU LARGUEI AS DROGAS, SÓ MESMO PELA FORÇA DE DEUS EM MIM. EU COSTUMO DIZER QUE POR MIM MESMO, EU NÃO IRIA CONSEGUIR. A BÍBLIA DIZ QUE ELE É A NOSSA FORÇA, QUE É ELE QUEM NOS FORTALECE”, DECLAROU.



Podemos julgar o próximo?

Podemos julgar o próximo
Podemos julgar o próximo?

O TEXTO DE MT 7.1 NÃO PROÍBE TODO TIPO DE JULGAMENTO, SOMENTE O JULGAMENTO HIPÓCRITA (Não jugueis para que não sejais julgado Mt 7.1...)


Uma das regras de interpretação diz que devemos ler o contexto para interpretarmos o texto corretamente. O contexto de Mt 7. 1 mostra um tipo de julgamento firmado na hipocrisia. O julgamento de quem aponta o defeito no outro, mas tem o mesmo defeito e até pior (Mt 7.3). Esse tipo de julgamento é condenado por Jesus. É desse tipo de julgamento que Jesus se refere no texto em questão. É o julgamento, por exemplo, dos fariseus que julgavam certas práticas do povo, ou de alguns grupos de indivíduos, mas também as praticavam.

Note que Jesus, nesse mesmo texto, manda a pessoa julgar, porém, manda que ela resolva primeiro a sua situação para, só depois, ter autoridade para olhar para a situação do outro: “Hipócrita! Tira primeiro a trave do teu olho e, então, verás claramente para tirar o argueiro do olho de teu irmão.” (Mt 7.5). Como tirar o argueiro do olho do irmão sem julgar se aquilo que ele tem no olho é realmente um argueiro que precisa ser retirado?
                                   
A BÍBLIA MOSTRA DIVERSOS EXEMPLOS DE SERVOS DE DEUS JULGANDO, INCLUSIVE JESUS.

Jesus julgou os maus atos dos fariseus. Chamar os fariseus de “raça de víboras e maus” é julgar: “Raça de víboras, como podeis falar coisas boas, sendo maus? Porque a boca fala do que está cheio o coração.” (Mt 12. 34)

Paulo manda a igreja julgar suas próprias causas e critica (julga) a igreja de Corinto por levar causas a tribunais ao invés de julgarem ali mesmo na comunidade e resolverem a situação. Ou seja, pode e deve julgar: “Não há, porventura, nem ao menos um sábio entre vós, que possa julgar no meio da irmandade?” (1Co 6. 5).

Aqui João julga diversas atitude de um tal Diótrefes e promete chamar a atenção dele. Chama-o de caluniador e de mentiroso: “Eu escrevi uma pequena carta à igreja, mas Diótrefes, que deseja ser o líder, não quer dar atenção ao que eu disse. Portanto, quando eu chegar aí, vou chamar a atenção dele a respeito de tudo o que ele tem feito: as coisas horríveis que diz de nós e as mentiras que conta…” (3Jo 1. 9-10 – NTLH)

NÃO HÁ COMO CUMPRIR CERTAS PARTES DA BÍBLIA SEM JULGAR

Como iremos, sem julgar, reprovar as obras das trevas como nos manda Ef 5. 11? Como iremos, sem julgar, descobrir o disfarce dos falsos mestres como nos manda Jesus em Mt 7. 15? Como saberemos, sem julgar, rejeitar o falso evangelho pregado, como Paulo nos orienta em Gl 1.8? Como iremos rejeitar o sinal da besta descrito em Ap 13.18 sem julgar aqueles que tentarão nos impor o seu uso? Como identificar as heresias destruidoras mencionadas em 2 Pe 2. 1 sem julgar os ensinos dos que a pregarão? Como, sem julgar, saberemos entrar pela porta estreita, rejeitando o caminho largo como nos manda Jesus em Mt 7. 13-14?…

Conclusão

Creio que ficou claro que devemos sim julgar. A Bíblia proíbe o julgamento hipócrita, mas não proíbe julgarmos outras questões importantes da nossa vida. É evidente que julgarmos com violência, desrespeito, preconceito e outras atitudes prejudiciais não é do agrado de Deus. O que está em foco aqui é o julgamento saudável, importante para o ser humano e para a sociedade.

Creio que os que defendem que não devemos julgar, deveriam primeiro avaliar o que a Bíblia diz e depois olharem para si mesmos e observarem que, como todo ser humano, julgam o tempo todo: No trânsito, ao criticar a ação errada de determinado motorista; em casa, ao chamar a atenção de um filho; no trabalho, ao não concordar com a posição do chefe ou lutando contra alguma injustiça; Na igreja, ao questionar alguma doutrina com algum irmão ou lider… e uma última: as mulheres quando acham a roupa da outra horrível também estão julgando (risos)


Assim, julgar é inerente ao ser humano, é aprovado pela Bíblia e faz parte da vida!

Fonte: Esboçando Ideias

O que a Bíblia diz sobre nós? O que é o homem?

O que a bíblia diz sobre nós? o que é o homem?
O que a bíblia diz sobre nós?
O QUE É O HOMEM
 SOMOS A COROA DA CRIAÇÃO DE DEUS.
         E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.        Gn 1:27

         E disse-lhe o Senhor: Quem fez a boca do homem? Ou quem fez o mudo, ou o surdo, ou o que vê, ou o cego?  Não sou eu o Senhor?    Exodo  4:11

O HOMEM NÃO É OBRAS DO ACASO OU DE UMA EVOLUÇÃO
Somos resultado de uma obra prima de Deus, que nos fez para louvor da sua glória!

         Com o fim de sermos para louvor da sua glória, nós os que esperamos em Cristo; Efésio 1:12

O HOMEM É A IMAGEM E SEMELHANÇA DE DEUS
         E disse Deus: Façamos o homem, conforme a nossa semelhança;  Genesis 1:26

Isto não significa que fomos feitos para sermos parecidos com Ele. Adão não de pareceu com Deus, como se o Senhor tivesse carne, pois Ele é espírito (Jô 4:24). Mas o corpo de Adão espelhou a vida de Deus, a ponto de ter sido criado em perfeita saúde e não estando sujeito a morte.
DIFERENTE DOS ANIMAIS, SOMOS SERES RACIONAIS E COM PODER DE ESCOLHA
         Todas as vezes que vemos uma pessoa inventando máquinas, pintando quadros, escrevendo livros, contemplando uma paisagem ou uma bela música, quando fazemos contas, damos nomes as coisas e também aos animais, esta pessoa está proclamando o fato de que somos feito à imagem de Deus.

FOMOS CRIADOS EM JUSTIÇA  E PERFEITA INOCÊNCIA
O fato de termos sido  criados em justiça e prefeita inocência, identifica em nós um reflexo da santidade de Deus na coroa da criação. Nossa consciência ou bussola moral (consciência do bem e do mal), é um vestígio do nosso estado original antes de cairmos no pecado.

FOMOS CRIADOS PARA TERMOS COMUNHÃO
Somos seres sociais, que precisamos nos comunicar e interagir.
Isto é outro aspecto da imagem do nosso Deus Triuno em nós. Todas as vezes que alguém escolhe uma mulher para casar, faz um amigo, abraça uma criança, vai à igreja, esta pessoa está demonstrando que somos imagem e semelhança de Deus.

APESAR DE TERMOS FALHADO, O NOSSO DEUS CRIADOR NOS VALORIZA DE FORMA IMENSURÁVEL
         A prova disso foi que Ele veio a este mundo por meio de seu filho Jesus para reatar a nossa comunhão com Ele, morrendo pelos nossos pecados e nos dando eterna salvação por meio de Seu Filho. Isto nos leva a entender, dentro de uma perspectiva bíblica, o valor fundamental do ser humano para Deus. Isto é essencial para o crescimento pessoal e desenvolvimento relacional com Deus e com o próprio ser humano entre si.

         Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais. Mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado.   1Pedro 1: 18,19


         A sua busca pelo homem pecador e caído evidencia, não apenas o amor de Deus, mas também a sua sabedoria em ação, a fim de recuperar aquilo que lhe é de infinito amor. (João 3:16)

Fonte: Sertão Presente

O brasil está em crise? Há uma saída


O brasil está em crise? Há uma saída
O Brasil está em crise? Há uma saída
Deus criou o mundo perfeito. Criou também o Homem e o colocou para governar a terra e cultivar o solo. Adão e Eva viveram sem crises por um tempo ( não se sabe o quanto );  porém ambos caíram na tentação do diabo e desobedeceram a Deus. Com o pecado, veio o juízo sobre Adão, eva e a serpente. A terra também sofreu as consequências. O pecado fez com que o munto experimentasse as crises que vemos hoje em dia por aí a fora. Adão e Eva tiveram sua primeira crise conjugal. Adão culpou a Deus e a mulher pelo seu erro (" Então disse Adão: a mulher que me deste por companheira, ela me deu da árvore, e eu comi" Gn 3.12). Em meio as crises, temos a tendência de sempre culpar alguém, onde a nossa atitude, que seria mais louvável e agradável diante de Deus, seria de assumir nossos erros e pedir perdão ao Senhor que é rico em misericórdia.


Depois da queda, o pecado se alastrou pela raça humana como um vírus letal.(GN 6.5). Porém o mundo antes do dilúvio ainda não vivia o caos. Não havia fome, e a saúde do homem era boa, pois a expectativa de vida era de quase mil anos. Contudo, o homem continuava distante de Deus e entregue a toda sorte de torpeza. A terra encontrava-se corrompida e cheia de violência.

Muitos acreditam que a violência é consequência da modernidade e do capitalismo. A violência é consequência do pecado e da dureza do coração do homem, que vive longe do criador... embora que, a pobreza, o desemprego e a falta de acesso a educação contribuem para o aumento desta violência. 

A sociedade pós-diluviana não se tornou melhor do que a antediluviana, pois a iniquidade humana continuou a crescer. Jesus Cristo nasceu em um tempo de crise política, social, moral e espiritual. Mas em meio as crises, a luz raiou dissipando as trevas e trazendo esperança para a humanidade. 

A igreja primitiva enfrentou uma terrível perseguição. Haviam muitos necessitados, todavia, os irmãos acudiam os pobres e necessitados. Em tempos de crise, os bens eram partilhados. É em meio à crise que podemos ver o quanto as pessoas são generosas. A generosidade, aliada a comunhão, faziam com que muitos fossem atraídos a Jesus Cristo, contribuindo para o crescimento da igreja.

Atualmente, o Brasil esta enfrentando uma crise política sem precedentes. Ela tem sido destaque nos principais jornais do mundo. A cada dia surge um novo escândalo. A corrupção tem se alastrado como um câncer, atingindo todos os poderes. COMO IGREJA DO SENHOR temos que orar em favor de nossa nação e lutar contra toda forma de corrupção, pois temos um Deus que é santo e que abomina tal condição. 

Não estamos sozinhos em meio as crises. Sabemos que o Brasil enfrenta uma série de crise política, moral e econômica. Muitas empresas estão fechando suas portas; a indústria não consegue escoar a produção, pois o comércio não tem para quem vender. Na área da saúde, os que buscam hospitais públicos sofrem nas filas de espera. Faltam médicos, remédios e leitos, e muitas pessoas morrem sem conseguir atendimento... Vivemos em uma sociedade caótica, porém temos um Deus que cuida de nós.  Jesus nos alertou que no mundo teríamos aflições, mas prometeu estar conosco todos os dias. 

Porém o homem não reconhece a sua dependência de Deus. Ele sabe que o Senhor tem todas as respostas, soluções... porém não quer aceitar que precisa depositar sua vida, sua crise diante do Senhor Jesus, confiando que Ele irá resolver. Para isso, precisa reconhecer o sacrifício de Jesus na cruz, que foi justamente para dar fim a tudo isso, e para que venha tempos de refrigério (Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados , e venham, assim, os tempos de refrigério pela presença do Senhor).


O mundo pode esta em crise, mas o Reino dos Céus não. O senhor é soberano e não perdeu controle da situação. O governo está em suas mãos. O dia do Senhor virá e os justos e ímpios terão a sua recompensa. Não desanime. Confie, pois em breve o Senhor virá em nosso socorro.

        "E o mundo passa e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade do Senhor permanece para sempre 1 Jo 2.17" 


Desabamento de igreja durante culto de inauguração deixa pelo menos 160 mortos na Nigéria

 
O desabamento de um templo deixou pelo menos 160 mortos na Nigéria. No momento do incidente, centenas de pessoas participavam de uma celebração na Reigners Bible Church, em Uyo, estado de Akwa Ibom, Nigéria.
As obras do local – que tinha capacidade planejada para 10 mil pessoas – haviam sido aceleradas para que o espaço recebesse a cerimônia de consagração de um novo bispo. “Vi mais de 100 corpos. Só conseguimos sair vivos pela graça de Deus”, comentou um dos sobreviventes.
O governador do estado, Udom Emmanuel, estava no culto e sobreviveu à tragédia. Nas redes sociais, lamentou o ocorrido e disse que “compartilhava a agonia do momento” com os parentes das vítimas fatais.
Emmanuel voltou ao local após receber atendimento para acompanhar de perto as operações de resgate e declarou luto oficial no último domingo, 11 de dezembro, e nesta segunda-feira.
Segundo informações das agência Associated Press e EFE, Etete Peters, diretor do Hospital Universitário de Uyo, afirmou que os necrotérios estão lotados e que o número final de mortes provavelmente será muito maior que o divulgado nas primerias horas.
Os responsáveis pelas buscas acreditam que, por baixo da montanha de vigas de metal retorcidas e do teto de zinco ainda tenham muitos corpos e/ou feridos.
Muhammadu Buhari, presidente nigeriano, muçulmano, lamentou o acontecido: “Esta noite falei com o governador Udom Emmanuel para prestar minha solidariedade pelo trágico desabamento do edifício da Reigners Bible Church, em Uyo […] Pedi ao Governador que transmitisse ao povo de Akwa Ibom a profunda tristeza sentida por mim e por todo o país, devido a esta tragédia”, acrescentou. “Oro que os feridos experimentem uma recuperação rápida”, concluiu.
Lamentamos o ocorrido, pois a mensagem de Deus é que devemos chorar com os que choram. mais de cem famílias estão de luto, chorando a perda de seus entes queridos. Nossas orações devem ser para conforto, consolação destes que ficaram, dos familiares e amigos.